segunda-feira, 14 de julho de 2014

Maldição ou só falta de sorte????

COPA DO MUNDO...

 

Maldição por promessa não cumprida na Copa de 86 assombra Argentina

Elenco foi à igreja antes da Copa do Mundo disputada no México e teria prometido voltar ao local com a taça, mas nunca apareceu

Por Buenos Aires, Argentina
Comente agora
A Alemanha não é o único adversário da Argentina na busca pelo título mundial. Para vencer a Copa do Mundo, os hermanos terão de deixar para trás a "Maldição de Tilcara", que para muitos fiéis, especialmente moradores do vilarejo de Tilcara, no norte do país, seria a responsável pelo jejum de títulos desde 1986, quando levou o bicampeonato mundial. No ano em que levantou a taça pela última vez, a delegação da Argentina teria feito uma promessa que jamais foi cumprida, história relembrada pelo jornalista e escritor Ariel Palacios, correspondente da GloboNews em Buenos Aires (assista ao vídeo).
Segundo Palacios, a promessa foi feita durante a preparação para a Copa disputada no México, por iniciativa do técnico Carlos Billardo, que levou os jogadores a uma igreja do vilarejo encravado na Cordilheira dos Andes, onde a seleção treinava. E teria dito que voltaria com a taça para agradecer caso o título fosse conquistado. O que nunca aconteceu.
- Ele descobriu que tinha uma Virgem Maria na igreja do vilarejo, que os habitantes diziam que era muito poderosa, e ficou entusiasmado com a ideia de fazer uma espécie de promessa. Levou os jogadores, inclusive Maradona, todo mundo ajoelhado, na frente do altar, prometeram que, se ganhassem a Copa, iam fazer uma peregrinação e levar a taça até lá. A Argentina levou a Copa, não sabem se devido à Virgem Maria ou não, mas Billardo e jogadores nunca voltaram - contou.
Bilardo e Maradona Argentina Copa 86 (Foto: Getty Images)Técnico Bilardo e Maradona teriam participado da promessa antes da Copa de 86 (Foto: Getty Images)
Coincidência ou não, desde então a Argentina nunca mais conquistou um Mundial. Ariel Palacios conta que o povoado local acredita muito na "maldição" e ainda cobra o retorno da seleção da época ao local para que o país volte a festejar um título.
- De 86 para cá, sem a promessa paga, os argentinos ficaram sem Copa alguma. Existe muita controvérsia teológica e futebolística de como deveriam pagar essa promessa. O pessoal de Tilcara diz que enquanto não voltarem ali e levarem a taça com todos os integrantes da seleção daquela época, não vai ter Copa. Vamos esperar domingo - disse.

quarta-feira, 2 de julho de 2014

COPA DO MUNDO 2018 - RUSSIA

 

Abertura e encerramento serão no Estádio Lujniki

fonte: (FIFA.com)


Abertura e encerramento serão no Estádio Lujniki
© AFP
     No dia 14 de dezembro de 2012, durante a sua mais recente reunião em Tóquio, o Comitê Executivo da FIFA aprovou o conceito de sede da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018, com as partidas de abertura e de encerramento marcadas para o Estádio Lujniki.
      Desde a inauguração em 1956, o Lujniki recebeu vários eventos esportivos internacionais, entre eles as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos de 1980, a final da Liga dos Campeões da Europa 2007/08 e campeonatos mundiais de diversos esportes. O estádio será fechado para uma grande reforma em agosto de 2013 e reabrirá cinco anos depois para revelar uma nova imagem aos torcedores.
      O conceito de sede da Copa do Mundo da FIFA 2018 aprovado pelo Comitê Executivo da FIFA estipula que o Lujniki sediará também uma das semifinais da competição, enquanto a outra será jogada em São Petersburgo.
      De acordo com a decisão do Comitê Executivo da FIFA, o futuro estádio de São Petersburgo, que está em construção na ilha Krestovsky, receberá também partidas da Copa das Confederações da FIFA Rússia 2017. Os outros três estádios que receberão as partidas da Rússia 2017 serão a arena do Spartak de Moscou e outros dois nas cidades de Kazan e Sóchi.
"A aprovação do conceito de sede da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 e da Copa das Confederações da FIFA 2017 é uma decisão importante que dá contornos reais às competições", afirmou o diretor do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018, Aleksey Sorokin, depois da reunião do Comitê Executivo da FIFA em Tóquio. "Acreditamos que organizar a Copa do Mundo da FIFA será um trabalho grande e entusiasmante que começará uma nova página na história do futebol russo e mundial."